Vivo poderá reverter R$ 140 mi de PIS e Cofins

A Vivo obteve hoje uma decisão final do Supremo Tribunal Federal (STF) que permitirá a reversão de R$ 140 milhões, em benefício da companhia, referente ao pagamento de PIS e Cofins. O grupo questiona a forma de cobrança desses tributos em ações individuais de suas operadoras. A decisão obtida hoje refere-se à Telesp Celular. O presidente do grupo, Roberto Lima, explicou que o encerramento da discussão depende apenas de uma espera de dez dias, prazo que a Fazenda da União possui para recorrer. No entanto, ele afirmou que, em outras questões equivalentes, o governo não recorreu. O executivo não soube precisar, no momento, em qual linha do balanço essa reversão será reconhecida. Vale ressaltar, porém, que o PIS e a Cofins incidem sobre a receita das companhias.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2006 | 15h55

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.