Volatilidade externa leva juro fechar em alta na BM&F

O contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento para janeiro de 2008, o mais negociado, fechou em alta na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O DI encerrou a quinta-feira projetando taxa de 14,60%, contra 14,46% de ontem. Segundo operadores, os juros futuros no mercado doméstico subiram hoje devido à volatilidade no cenário externo, à cautela na véspera do feriado e às dúvidas em relação à suposta sinalização do Comitê de Política Monetária (Copom) em seu comunicado de ontem à noite, após a decisão de cortar a taxa básica de juros da economia (Selic) em 0,75 ponto porcentual. Analistas disseram que a decisão, em si, não surpreendeu, pois o mercado estava amplamente posicionado neste corte. No entanto, o Copom disse no comunicado que acompanhará o cenário macroeconômico antes da próxima decisão, e parte do mercado interpretou que poderá haver redução do ritmo de queda do juro básico. Além disso, os juros dos títulos do Tesouro norte-americano (Treasuries), sempre observados pelo mercado de juros futuros daqui, também subiram nesta quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.