Volks não avisou sobre demissões, diz Dilma

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou hoje, em entrevista, que a diretoria da Volkswagen não avisou o governo, na reunião da última segunda-feira, no Palácio do Planalto, que demitiria no dia seguinte 1.800 funcionários da unidade de São Bernardo do Campo (SP). "Eu não sei os outros (ministros), mas eu não sabia. Eu não estava aqui (em Brasília), ontem, estava em São Paulo", disse Dilma.A ministra disse que a Volkswagen não deu uma posição definitiva ao governo se vai ou não fechar a fábrica de São Bernardo. "Eles disseram que estão avaliando. Na medida que eles estão avaliando, a gente aguarda", disse.Dilma ressaltou que a linha de financiamento solicitada pela Volkswagen tinha como objetivo a expansão de algumas linhas de produção da empresa, inclusive em São Bernardo, que é onde agora estão ocorrendo os cortes. A ministra também disse que o governo é favorável a um entendimento entre a Volkswagen e seus trabalhadores. Mas ressaltou que "é óbvio que o governo não olha com bons olhos o fechamento de uma unidade, notadamente a de São Bernardo".

Agencia Estado,

30 de agosto de 2006 | 13h49

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.