Vulcabras realiza assembleia para tratar de desdobramento de ações

Proposta é que cada papel ON passe a ser representado por quatro após a operação

Agência Estado,

20 de dezembro de 2010 | 15h48

A Vulcabras Azaleia, empresa do ramo calçadista, convoca assembleia geral extraordinária dia 5 de janeiro de 2011 para tratar do desdobramento de ações. A proposta é que cada ação ordinária passe a ser representada por quatro após o desdobramento. Desta forma, o capital social da companhia será composto de 280 milhões de ON; recebendo os acionistas três ON novas para cada que possuem.

Não há alteração do valor do capital social da companhia, segundo ata do conselho da administração. Hoje seu capital social é de R$ 200 milhões, representado por 70 milhões de ações ordinárias. O estatuto da empresa permite aumentá-lo até o limite de R$ 2 bilhões.

A empresa entrou este mês com pedido de oferta pública primária de ações na Comissão de Valores Mobiliários. O coordenador líder da oferta será o Itaú BBA ao lado de BTG Pactual.

A Vulcabras comprou em 2007 a Calçados Azaleia, que teve seu registro de companhia aberta cancelado posteriormente pela CVM. Em novembro passado, a razão social da companhia passou a ser Vulcabras Azaleia S.A.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.