Wall Street abre em alta com previsão de juro estável

As Bolsas de Nova York abriram em alta. O índice Dow Jones subia 0,29% às 10h39, seguido pela alta de 0,20% do índice Nasdaq. O mercado de ações amanheceu sustentado pela perspectiva de a taxa dos Federal Funds (taxa básica de juros nos EUA) ser mantida em 5,25% ao ano na reunião de hoje do banco central americano. Mas a incerteza com o conteúdo do comunicado que será divulgado após a decisão segura os ganhos, provocando alta apenas moderada nos índices. A grande dúvida, em relação ao comunicado, é se as autoridades deixarão ou não a porta aberta para nova alta do juro norte-americano no futuro. A decisão do Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o BC americano) será anunciada às 15h15 (horário de Brasília). Além do veredicto do Fomc, os investidores trabalham com a perspectiva da divulgação do balanço da Cisco Systems, prevista para depois do fechamento dos mercados. O petróleo também atrai a atenção dos investidores e eventualmente, caso inverta a direção de queda, pode trazer pressão sobre os preços. No pré-mercado, as ações da Google subiram mais de 1%, com a informação de que obteve autorização para oferecer tecnologia de busca pela internet e vender publicidade relacionada à busca no website MySpace.com, um dos mais populares e em expansão sites de relacionamento. A operação é uma vitória financeira para a News Corp, que adquiriu a MySpace no ano passado, quando o website começou a ganhar popularidade. As ações da News Corp subiram 1,8%. As ações da Bristol-Myers Squibb caíram 7%, com previsão da companhia farmacêutica do lançamento de uma versão genérica de seu medicamento Plavix, para prevenção de enfarte. Os papéis da companhia de arquivo de rede McData subiram 33%, com a informação de que a Brocade Communications Systems concordou pagar US$ 713 milhões pela companhia. Os papéis da Brocade caíram 7%. Com informações da Dow Jones.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2006 | 10h42

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.