Wall Street começa o dia com perdas; Dow Jones cai 0,39%

As Bolsas de Nova York abriram em baixa, contaminadas pelo dia de perdas nas bolsas asiáticas e européias. Às 11h45, após quinze minutos iniciais de negociações, o índice Dow Jones cedia 0,39% e o Nasdaq recuava 0,80%. Além do cenário global negativo, os negócios em Wall Street repercutem problemas no mercado de financiamento de imóveis nos EUA. As ações da financeira de empréstimos imobiliários (hipotecas) New Century Financial Corporation caíram 58% nas negociações do pré-mercado, após a empresa ter anunciado que precisará de "waivers" (uma espécie de perdão dos bancos que emprestaram dinheiro para a companhia) para manter suas linhas de crédito. A empresa informou ainda que está sendo alvo de uma investigação sobre as negociações com suas ações e a forma de contabilização de seus resultados. A New Century, com sede na Califórnia, está negociando com os bancos, com o objetivo de manter um nível de caixa necessário para financiar suas necessidade de empréstimos hipotecários. Caso fracasse na renegociação de seus acordos financeiros, a New Century comunicou que seus contadores poderiam divulgar um comunicado indicando que "existe dúvidas substanciais em relação à habilidade de a companhia continuar suas atividades". A New Century informou ainda que recebeu um comunicado do escritório da Procuradoria dos EUA do Distrito Central da Califórnia declarando que poderia conduzir um inquérito criminal em conexão com suas operações. O escritório também está investigando erros contábeis associados da empresa. Os papéis da Fremont General, outra empresa atuante no mercado hipotecário "subprime" (de risco mais elevado), recuaram 33% mais cedo, após informar que está em negociação para vender seus negócios hipotecários, além de ter concordado em cumprir com uma determinação para interromper e desistir de práticas impróprias de empréstimos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.