Zap, o novo portal do Estado e da Infoglobo

O Grupo Estado e a Infoglobo decidiram unir suas estruturas comerciais para criar o maior portal de anúncios classificados e negócios online do País. A partir do dia 7 de janeiro, entra em operação o ZAP, com várias novidades para o mercado brasileiro.Desde 2000, o Grupo Estado (jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, Agência Estado, Portal Estadão, rádios Eldorado AM e FM, e OESP Mídia) e a Infoglobo (jornais O Globo, Extra, Expresso, Diário de S. Paulo, Portal Globo.com e Agência Globo) mantém uma parceria no portal Planeta Imóvel, o maior site do mercado imobiliário do País. O ZAP vai além. O novo portal não só incorpora o Planeta Imóvel como reúne os classificados online dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, O Globo e Extra. O Diário de S. Paulo entrará no projeto no futuro.No ZAP, os anúncios foram divididos em quatro seções: Imóveis, Veículos, Empregos e Mix (que reúne oportunidades de negócios variadas). O portal está em fase de testes, mas já pode ser acessado no endereço eletrônico www.zap.com.br. "O ZAP é o que existe de mais moderno em site de classificados porque reúne várias possibilidades de negócios em um único portal", diz o diretor-executivo do ZAP, Roberto Nascimento. "É uma plataforma ágil e simples de ser navegada."O ZAP permitirá aos anunciantes, pessoas físicas e jurídicas, oferecer produtos e serviços nos classificados na internet, de olho no potencial do mercado brasileiro, estimado em R$ 200 milhões. O portal já entra no ar com mais de 200 mil anúncios e uma grande estrutura de negócios.Além de contar com a união das estruturas comerciais e a expertise em classificados das duas empresas, o ZAP terá mais de 400 vendedores e representantes, disponibilizando a versão online dos anúncios dos jornais.TendênciaA tendência de os anúncios classificados migrarem para a internet vem crescendo rapidamente no mundo. O Google, por exemplo, está em fase de testes da venda de classificados dos dois maiores jornais americanos, o The New York Times e o Washington Post. Já o portal Yahoo! se associou a uma rede de 176 jornais, também nos EUA, para publicar os classificados de empregos online.O portal buscou inspiração em duas iniciativas de sucesso em seus países. "Ao pesquisarmos o mercado sobre as alternativas de classificados online, descobrimos dois bons modelos de negócios que nos deram parâmetros, o site finlandês FINN e o americano Classified Ventures", diz Nascimento.As áreas comerciais dos dois grupos já estão fazendo a pré-venda de anúncios no site com condições especiais para seus clientes. Na prática, a partir de agora, anúncios veiculados nos jornais participantes poderão incluir um ZAP-id (código) que, ao ser digitado no ZAP, trará mais informações sobre o veículo, imóvel, vaga de emprego, produto ou serviço que está sendo oferecido.Assim, o anúncio no ZAP poderá mostrar fotos, vídeos e outros dados mais detalhados sobre o veículo, imóvel, produto ou serviço, aumentando as possibilidades de gerar vendas na medida em que viabiliza um maior detalhamento da oferta.O modelo de negócios do ZAP inclui três fontes de geração de receita. A primeira são os anunciantes que desejam veicular publicidade online, como banners. Outra é a venda de espaço para as empresas que querem vender seus produtos, como imóveis e automóveis, no portal. A última é a venda desses mesmos espaços para as pessoas físicas que desejam oferecer de imóveis a carros ou serviços profissionais pelos classificados online.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.