11 estados dependem da recuperação do MS em aftosa, afirma Kroetz

Campo Grande, 19 - As exportações de carne bovina produzida em 11 Estados brasileiros serão normalizadas apenas quando o Mato Grosso do Sul recuperar o status sanitário de área livre de febre aftosa. A afirmação é do secretário nacional de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz. "Essa normalização pode ser a partir de setembro próximo, durante reunião da OIE (Organização Internacional de Saúde Animal), caso ocorra uma resposta positiva".Para o secretário, se a reunião extraordinária da OIE de setembro resultar no restabelecimento do status de área livre de febre aftosa com vacinação para o MS, automaticamente também terão as exportações normalizadas os estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Tocantins, Goiás, Mina Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Distrito Federal.Kroetz está em Campo Grande analisando todas as medidas adotadas pelo Ministério da Agricultura contra a febre aftosa. Entre o final de 2005 e primeiro trimestre de 2006 foram localizados vários focos do vírus em cinco municípios da região sul do Estado. Em janeiro deste ano, depois de um rigoroso processo de combate aos focos, ficou constatada a circulação viral em três dos cinco municípios: Eldorado, Mundo Novo e Japorã. Estes municípios continuam a negociar produtos bovinos, com restrições. São ações diferenciadas como permissão para o trânsito de bovinos e produtos de origem animal, carne desossada e maturada, identificação individual dos bovinos, e também o georeferenciamento das fazendas.Depois da vacinação contra a aftosa em Japorã, Mundo Novo e Eldorado, encerrada na sexta-feira, foi iniciado o abate sanitário de mais 20 mil bovinos, conforme o superintendente federal de Agricultura no Estado, Orlando Baez. Ele explicou que são animais de 150 propriedades dos três municípios, que também estão passando por uma coleta de sorologia para novos exames. A secretária estadual de Desenvolvimento Agrário, Tereza da Costa Dias, informou que neste mês termina a primeira etapa da sorologia (verificação da circulação do vírus) e a segunda será iniciada em julho.

João Naves

15 de julho de 2007 | 11h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.