3Corações investe R$ 150 mi no segmento de dose única

A torrefadora mineira de café 3Corações, joint venture com a nordestina Santa Clara, vai lançar nacionalmente a marca "Tres", que compreende diversos produtos para o segmento de dose única. A empresa pretende investir cerca de R$ 150 milhões no setor nos próximos 5 anos, sem incluir uma unidade fabril, provavelmente no sul ou norte de Minas Gerais, pois atualmente a tecnologia é importado da Itália.

TOMAS OKUDA, Agencia Estado

17 de outubro de 2013 | 15h40

São três as versões das máquinas de café para dose única da 3Corações (Modo, Gesto e Serv), as quais já foram lançadas em maio durante evento do setor supermercadista, em São Paulo. Serão 16 produtos em dose única (em porções), inclusive chá, em embalagens com 10 cápsulas cada.

O especialista em Tecnologia de Café da 3Corações, Lauro Araújo Ré, informou que o segmento de dose única, ou monodose, "não é uma febre, nem modismo. Ainda é um nicho no Brasil, mas veio para ficar", disse ele, que participa do 21º Encontro das Indústrias de Café (Encafé), em Guarujá, no litoral paulista.

Segundo Araújo Ré, o segmento de máquinas em dose única representa atualmente apenas 1% do total de vendas de café no Brasil. Nos Estados Unidos, o índice é de 7%, enquanto na França alcança 30%. "A expectativa é de crescimento de até 18% até 2017", comentou.

Pesquisa da ACNielsen mostra que a taxa de crescimento do segmento de dose única foi de 12% em 2012. Estariam ativas atualmente cerca de 700 mil máquinas no País, mas a presença em lares é de apenas 0,6% (276 mil domicílios). Na Espanha, 15% dos lares têm uma máquina monodose. O índice sobe para 50% em países como Holanda e França.

Tudo o que sabemos sobre:
3CoraçõesTres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.