3G Capital pode estar por trás da oferta pela Avon

A corretora Sanford Bernstein vê chances de a empresa brasileira de private equity 3G Capital, dos brasileiros Jorge Paulo Leman, Carlos Alberto Sucupira e Marcel Teles, estar por trás da proposta da Coty pela Avon. Esses rumores transitam entre empresas e ganham cada vez mais força.

PATRÍCIA BRAGA, Agencia Estado

19 de abril de 2012 | 20h41

A Bernstein justifica o rumor pela ligação entre o executivo Peter Harf e as empresas. Harf é CEO da Joh A Benckiser, da família alemã Reiman, que é dona da Coty. Antes disso, ele trabalhou como presidente do Conselho de Administração da Anheuser-Busch Inbev.

É de conhecimento de todos que os donos da 3G Capital estiveram por trás da negociação que criou a Inbev. Já a 3G é dona do Burguer King. "Para nós, essas ligações significam que será possível uma oferta elevada, o que aumentaria as chances de a Avon ouvir", afirmou a Bernstein. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Avon3G Capitaloferta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.