5,4 mil funcionários devem se desligar da Eletrobras

O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, disse nesta quinta-feira, 12, que afirmou que o Programa de Incentivo ao Desligamento (PID) deve fechar com uma adesão de 5,4 mil funcionários, o que reduziria a força de trabalho da estatal dos atuais 28 mil para 23 mil empregados. "Até o momento, 4,3 mil trabalhadores aderiram ao PID", informou o executivo, que participou nesta quinta-feira, 12, do Energy Summit.

WELLINGTON BAHNEMANN, Agencia Estado

12 de setembro de 2013 | 12h09

O executivo comentou que a estatal ainda não iniciou o PID na Eletronuclear, o que deve começar em breve. Além disso, a Eletrobras deve retomar o PID em Furnas, que já havia sido realizado pela própria administração da subsidiária no ano passado. O PID faz parte da estratégia da Eletrobras de reduzir os seus custos após a Medida Provisória (MP) 579, que provocou uma perda anual de R$ 8,75 bilhões na receita de todo o grupo.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaEletrobrasdesligamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.