A partir de janeiro, recuperação de créditos pelo INSS deve entrar nos eixos, acredita Gabas

No mês passado, a Pasta possuía R$ 400 bilhões de recuperação de créditos a receber

Célia Froufe, da Agência Estado,

26 de agosto de 2010 | 11h45

O ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, disse que a partir de janeiro a recuperação de créditos a receber pelo INSS estará organizada. "A partir de janeiro, a arrecadação deve entrar nos eixos", disse o ministro. No mês passado, Gabas salientou que a Pasta possuía R$ 400 bilhões de recuperação de créditos a receber. Ele admitiu, na ocasião, que nem todo o montante deve chegar aos cofres públicos porque muitas das empresas que deviam já nem estão mais em operação.

Depois de pedir agilização desse processo por parte da Receita Federal, o ministro disse que foi atendido e que recebeu como um parâmetro de referência o mês de janeiro de 2010, o primeiro do próximo governo. De janeiro a julho deste ano, a recuperação de créditos da Previdência registrou uma queda de 12,8% na comparação com o mesmo período do ano passado, passando de R$ 6,065 bilhões para R$ 5,289 bilhões.

O dado isolado de julho, o mais recente, apresentou crescimento de 3,7% ante o mesmo mês de 2009, passando de R$ 695 milhões para R$ 721 milhões. Esse é o segundo mês consecutivo de crescimento da recuperação de créditos. De janeiro a maio, usando a mesma base de comparação, houve apenas reduções, algumas delas fortes. Para se ter uma ideia, em maio, houve uma queda de 17,8%, já que o recebimento foi de R$ 988 milhões ante R$ 1,203 bilhão de maio de 2009. 

Tudo o que sabemos sobre:
previdênciacréditoINSS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.