Reuters
Reuters

AB InBev pede que acionistas da SABMiller aceitem oferta de compra

A Anheuser-Busch InBev ofereceu US$ 104 bi para adquirir rival; juntas, as empresas devem responder por 30% do mercado de cervejas

Reuters

08 de outubro de 2015 | 09h23

O presidente-executivo da Anheuser-Busch InBev, Carlos Brito, pediu aos acionistas da SABMiller nesta quinta-feira que reconheçam o valor de sua oferta de compra de US$ 104 bilhões. Na quarta-feira, a SABMiller, ao rejeitar a proposta, afirmou que a AB InBev tenta tirar vantagem do preço mais barato das ações. 

Em uma resposta formal à SABMiller, a AB InBev disse que a visão do Conselho da SABMiller, de que a proposta "subvaloriza substancialmente" a cervejaria, não tinha credibilidade.

"Quanto tempo vai levar para que os acionistas reconheçam o valor de mais de 42 libras (por ação) na ausência de uma outra oferta pela AB InBev?", disse Brito em comunicado.

"Se os acionistas concordarem que devemos entrar em discussões apropriadas, eles devem unir suas vozes e não devem permitir que o Conselho da SABMiller frustre esse processo e deixe essa oportunidade escapar."

Juntas, a AB InBev e a SABMiller devem responder por 30% dos volumes de cerveja vendidos mundialmente.

Anheuser-Busch InBev foi formada por meio da fusão das empresas Interbrew e Ambev, controlada pelo fundo 3G Capital, dos empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles, e Carlos Alberto Sicupira.

Tudo o que sabemos sobre:
AB InBevSABMiller

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.