Abiec treina veterinários para atender regras dos EUA

Objetivo do treinamento é voltar a exportar carne industrializada para o mercado norte-americano

Alexandre Inacio, da Agência Estado,

20 de agosto de 2008 | 18h30

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) começou a treinar nesta semana 70 médicos veterinários, sendo 47 do Ministério da Agricultura e 23 do setor privado, para harmonizar os critérios de aplicação e auditoria do sistema de Análises de Perigos e Pontos Críticos de Controle sanitário (APPCC). O objetivo é se adequar às regras exigidas e restabelecer a equivalência junto ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a fim de voltar a exportar carne industrializada para o mercado norte-americano. De acordo com o diretor executivo da entidade, Luiz Carlos de Oliveira, desde a posse da nova diretoria da Abiec que a entidade vem restabelecendo a aproximação com o ministério no sentido de ajudar os técnicos da Inspeção Federal e indústrias exportadoras a por em prática os controles sanitários exigidos pelos principais mercados compradores do Brasil. "O Brasil é o maior exportador do mundo. O setor privado deve se aliar aos fiscais federais para garantir as exigências dos nossos importadores", diz Oliveira. As expectativas da entidade com relação à receita cambial de 2008 permanecem no patamar de US$ 5 bilhões. O diretor da Abiec se mostrou otimista com o desempenho das exportações nos próximos cinco meses, pois a União Européia habilitou mais fazendas, o Chile já programou uma visita a estabelecimentos brasileiros com vistas à abertura daquele mercado, fechado desde 2005, e o Peru também pretende mandar uma missão ao Brasil. Com relação aos Estados Unidos, o diretor executivo da Abiec acredita que em setembro as exportações para os americanos estarão normalizadas.

Tudo o que sabemos sobre:
CarneEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.