Acesso à internet móvel cresce 82%

Número de usuários não para de crescer porque a tecnologia está cada vez mais barata

Luciele Velluto, do Jornal da Tarde ,

20 de julho de 2011 | 23h00

O número de acessos à tecnologia 3G cresceu 82% de julho de 2010 a junho deste ano, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) compilados pela consultoria em telecomunicações Teleco. As conexões ativas de internet móvel tanto de celular quanto por uso de modem passaram de 14,6 milhões para 26,6 milhões nesses 12 meses.

Esse crescimento está relacionado ao barateamento da tecnologia que ocorre com os celulares. "Maior parte deste aumento do número de acessos aconteceu por causa da troca de aparelhos de telefonia móvel. Hoje, a maioria dos consumidores que trocam um celular acabam adquirindo um aparelho que tenha acesso a rede 3G", afirma Eduardo Tudo, presidente da Teleco.

Outro fator que ajudou o aumento do acesso à tecnologia de internet móvel foi a ampliação da oferta de planos telefônicos com pacote de dados inclusos. Para o executivo da Teleco, a grande variedade de pacotes e a redução do preço do serviço também ajuda a popularizar o 3G. "As empresas estão mais agressivas em promoções de planos destinados para quem quer usar a internet móvel", afirma. "Até então, a barreira para o crescimento desse setor era o acesso a tecnologia (aparelho) e o usuário que achava esse serviço caro, por desconhecer a melhor forma de usá-lo", analisa.

A dica de Tude para quem é usuário de 3G é procurar por um pacote de dados que atenda o seu perfil e não pagar apenas quando fizer o uso. "Nos pacotes, o preço do serviço é mais barato, principalmente para quem usa o básico, que é ver e-mails e navegar, do que pagar por uso", explica.

Congestionamento

O presidente da Teleco afirma que esse número de usuários atingido em junho deste ano não levará à saturação de tráfego de dados na rede de telefonia. "O congestionamento ocorre quando há muitos usuários de uma mesma operadora em uma região e não apenas por um número geral de usuários em todo o País. O centro de São Paulo pode congestionar mais rápido do que outras regiões do Estado de São Paulo", conta.

Para evitar o congestionamento e ampliar a velocidade de tráfego de dados da web móvel, a Anatel fez no primeiro semestre deste ano a escolha da frequência que abrigará a tecnologia 4G, cuja velocidade é comparável à internet fixa. A previsão é que no próximo ano seja aberto a licitação das empresas que queiram oferecer essa tecnologia, que em 2013 deverá chegar ao usuário.

O 4G já funciona nos Estados Unidos, Europa e Ásia. Com os dois anos de atraso para o desembarque da tecnologia ao Brasil, a expectativa é que os aparelhos já cheguem mais baratos.

Tudo o que sabemos sobre:
INTERNETMOVEL3GCELULAR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.