Acesso à mina da Vale em Moçambique é desbloqueado

A Vale informou nesta quarta-feira, 17, que as operações estão sendo retomadas no complexo carvoeiro de Moatize, em Moçambique, após manifestantes terem bloqueado o acesso ao local durante a maior parte do dia.

Agencia Estado

17 de abril de 2013 | 16h42

"O status atual é de que todo o acesso ao local e à ferrovia já foi liberado", disse um gestor da empresa no país. "Estamos no processo de retomar as operações e a circulação na linha ferroviária".

Em comunicado, a Vale afirmou que os protestos foram realizados por trabalhadores que foram deslocados do complexo e compensados pela Vale entre 2008 e 2012. A companhia reconheceu o direito de eles realizarem os protestos, mas reforçou "o direito de milhares de funcionários de acessarem o seu local de trabalho".

A Vale transportou cerca de 6 mil toneladas de carvão de Moatize nesta quarta-feira, metade do volume habitual. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeprotestoMoçambiqueliberação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.