Acidente em instalação de petróleo na Venezuela deixa feridos

Um acidente feriu dois trabalhadores emuma instalação nacionalizada em maio pela Venezuela queconverte petróleo bruto em leve, informou a estatal venezuelanaPDVSA neste sábado. O acidente de sexta-feira na usina auxiliar de Sincor nãoafetou as operações de produção no projeto, onde os menoresparceiros são a francesa Total e a norueguesa Statoil, relatouum porta-voz da PDVSA. Dois funcionários tiveram ferimentos leves, segundo oporta-voz. Um jornal venezuelano relatou que três pessoas ficaramferidas quando uma válvula explodiu devido à forte pressão,levando ao esvaziamento da instalação. A Venezuela obteve uma participação majoritária em quatroprojetos de refino de petróleo na grande reserva de Orinoco ecomeçou a operar em maio instalações que, por anos, haviam sidocontroladas por gigantes do setor como a Exxon Mobil e aChevron . Analistas da indústria levantaram preocupações de que aprodução pode cair e que trabalhadores podem se ferir nasquatro instalações, além de problemas de manutenção, os quaistêm sido frequentes em outras operações de refino administradaspela companhia estatal. O ocorrido, na sexta-feira, foi o primeiro acidente sérioem um dos projetos nacionalizados pelo presidente Hugo Chávezdesde que ele decretou o processo de estatização.

REUTERS

29 de julho de 2007 | 15h09

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSENERGIAFERIDOSVENEZUELA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.