Acidente na Tailândia envolve companhia aérea de baixo custo

A One-Two-Go, companhia aérea que teveuma aeronave acidentada neste domingo com ao menos 88 mortos nobalneário tailandês de Phuket, é uma das empresas de baixocusto que têm florescido nos refúgios turísticos do SudesteAsiático. A empresa e sua proprietária, a Orient Thai, operam umafrota de seis Boeings 747 e sete McDonell Douglas MD-82, deacordo com o site da companhia (ww.fly1260.com). A One-Two-Go, sediada em Bangcoc, abriu em dezembro de 2003e opera 168 vôos por semana, com 150 mil passageiros por mês emrotas domésticas e para Hong Kong e Coréia do Sul. A demanda de tailandeses e estrangeiros por vôos baratosestimulou a expansão massiva do setor aéreo de baixo custo naregião na última década. Apesar de uma série de acidentes e alertas de segurançaenvolvendo empresas de baixo custo, especialmente na Indonésia,analistas dizem que não há evidências cabais que sugiram queelas sofram mais acidentes que as companhias tradicionais. Em março, a União Européia retirou a proibição dasoperações da tailandesa Phuket Air após a companhia atender àsrecomendações de segurança vindas de Bruxelas. O presidente-executivo da One-Two-Go, UdomTantiprasongchai, disse que o MD_82 que se acidentou em Phuketera pilotado por um comandante estrangeiro e experiente. Osaviões foram obtidos por leasing no exterior e sãocompletamente cobertos por seguro, disse ele à rede detelevisão tailandesa ITV. (Por Ed Cropley e Ploy Chitsomboon)

REUTERS

16 de setembro de 2007 | 13h42

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASONETWOGO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.