Acionista do Carrefour questiona planos da varejista no Brasil

Knight Vinke afirma que possível parceria entre Carrefour e Pão de Açúcar poderá constituir uma 'distração adicional para a administração do Carrefour'

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

31 de maio de 2011 | 12h50

A Knight Vinke, companhia de gestão de ativos e acionista do Carrefour, questionou, numa carta endereçada ao conselho de administração do gigante varejista francês, a lógica de qualquer projeto para vender operações no Brasil.

"A venda de atividades não europeias do Carrefour uma por uma e de uma maneira isolada não parece ser uma boa solução", destacou a carta da Knight, que possui 1,5% do capital do Carrefour.

Abílio Diniz, presidente do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, entrou em contato com o Carrefour recentemente para explorar oportunidades de crescimento com a empresa francesa, incluindo uma possível troca de ações.

Qualquer projeto desse tipo poderá constituir uma "distração adicional para a administração do Carrefour num momento particularmente ruim", acrescenta a carta.

Segundo a companhia, o Carrefour deveria centrar foco sobre suas grandes lojas de hipermercados na Europa antes de embarcar em qualquer outro projeto de grande porte.

"O Carrefour precisa ter êxito em seu plano de transformação", afirmou o executivo-chefe da Knight Vinke, Eric Knight, referindo-se ao projeto do Carrefour para reformar seus grandes hipermercados na Europa.

Knight também disse que sua companhia pediu uma cadeira no conselho de administração do Carrefour em dezembro, mas que o pedido foi negado no início deste ano. Ele declarou também que buscará um lugar no conselho na reunião de acionistas do Carrefour em junho.

O investidor apoia os planos do Carrefour de dividir a cadeia de desconto Dia, mas se opôs ao projeto de vender alguns ativos imobiliários, que foi adiado indefinidamente. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.