Ações da Boeing caem por preocupações com modelo 787

As ações da Boeing caíam nestaterça-feira, pressionadas por preocupações de que o aviãomodelo 787 da fabricante possa enfrentar atrasos. O jornal The Seattle Times publicou no domingo que oprimeiro vôo do novo 787 deve ser atrasado do fim de setembropara o final de outubro por causa de problemas na substituiçãode componentes. O modelo leve e econômico em termos de consumo decombustível, que já abocanhou mais de 100 bilhões de dólares emencomendas, foi revelado em uma cerimônia realizada em 8 dejulho. A Boeing informou que ainda pretende realizar o primeirovôo do 787 no fim de setembro, mas reiterou que problemas podemcausar um atraso. "Há uma imensa quantidade de coisas que ainda devemacontecer nas próximas semanas e há riscos inerentes que nãovêem à tona até essa parte do desenvolvimento do avião", dissea porta-voz da Boeing, Yvonne Leach. A companhia acrescentou que, mesmo se o primeiro vôo foratrasado, ainda espera ser capaz de entregar o primeiro aviãono prazo. "Temos planos de contingência que protegeriam a primeiraentrega planejada para maio de 2008", disse Leach em umcomunicado enviado por email. Apesar das preocupações com o atraso, analistas não esperamque a Boeing enfrente os mesmos tipos de problemas que afetarama rival européia Airbus durante o lançamento do superjumboA380. Um adiamento do primeiro vôo "seria um deslize pequeno, eduvidamos que a cadeia de fornecimento seria afetada", disseRobert Stallard, analista do Bank of America. "Não esperamosque a Boeing mude a meta para a primeira entrega." A Boeing deve divulgar novas informações sobre o programa787 na quarta-feira. Às 13h45 (horário de Brasília), as ações da Boeing exibiamqueda de 0,75 por cento. No mesmo horário, o índice Dow Jonessubia 0,29 por cento.

REUTERS

04 de setembro de 2007 | 13h55

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASBOEINGACOES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.