Lucas Jackson/Reuters
Lucas Jackson/Reuters

Ações da Fogo de Chão disparam quase 30% na estreia na Nasdaq

No patamar de US$ 26 por ação, o valor de mercado da empresa seria de aproximadamente US$ 708 milhões

O Estado de S. Paulo

19 de junho de 2015 | 16h02

Atualizado às 18h24

As ações da Fogo de Chão fecharam com forte valorização em sua estreia na Nasdaq. Nesta sexta-feira, os papéis da churrascaria subiram 28,75%, negociados a US$ 25,75, após terem batido a máxima do dia – de US$ 26,55 – pela tarde.

As ações da companhia, que operam sob o código FOGO, abriram cotadas a US$ 26, 30% acima de seu preço de IPO, de US$ 20, que já superava a expectativa de lançamento entre US$ 16 e US$ 18.

No patamar de US$ 26 por ação, o valor de mercado da empresa seria de aproximadamente US$ 708 milhões, sem contar as ações adicionais que podem ser vendidas sob a chamada opção de ações suplementares.

A companhia foi a quarta rede de restaurantes a abrir o capital (IPO, na sigla em inglês) este ano em Nova York.

A rede de churrascaria tem 26 unidades nos EUA, em cidades como Atlanta, Los Angeles e Nova York, e mais nove no Brasil. O grupo era brasileiro, mas em 2012 foi comprado do fundo GP pela firma de private equity Thomas H. Lee Partners, com sede em Boston, por US$ 400 milhões. A rede de churrascaria abriu o primeiro restaurante em Porto Alegre em 1979.

A Fogo de Chão vê potencial para mais de 100 unidades só nos EUA no longo prazo. Para o Brasil, o objetivo é abrir de três a cinco restaurantes nos próximos cinco anos. No mercado internacional, a empresa destaca no prospecto do IPO que avalia mercados como Canadá, Austrália, Europa e América do Sul. Este ano, o grupo deve inaugurar a primeira unidade no México. (Com informações da Dow Jones)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.