Açúcar: demerara será mais negociado no mercado global, diz ED&F

São Paulo, 23 - Relatório da ED&F Man aponta para a predominância do açúcar demerara sobre o refinado no comércio internacional. A informação foi divulgada hoje pela diretora geral da consultoria, Farideh Bromfield, durante o seminário anual da Organização Internacional do Açúcar. "O refinado se tornará um produto mais regional, enquanto o demerara será negociado nos mercados internacionais", disse Bromfield. Segundo ela, a mudança para o demerara deve ocorrer em função da melhora da qualidade do produto no Brasil, com o aperfeiçoamento dos padrões da indústria. Mas também por conta da volatilidade e aumento das taxas de frete, que tornam o demerara mais competitivo para importação que o refinado, completa. No mercado mundial, a demanda pelo açúcar cor 100 vem aumentando desde 1984/85, enquanto pelo produto cor 45 diminuiu. Para ela, a importação de demerara vai continuar superior à do refinado. "O demerara precisará se tornar mais homogêneo já que as refinarias estão mais exigentes", completa Bromfield. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.