Açúcar/Álcool: custo de produção aumenta 30% na safra, diz Cosan

Ribeirão Preto, 28 - O custo de produção do açúcar e do álcool nesta safra cresceu 30% em relação à passada e tem influenciado nos aumentos dos preços dos produtos, afirmou o diretor superintendente do Grupo Cosan, Pedro Isamu Mizutani. De acordo com ele, os insumos para o processamento da cana-de-açúcar acompanharam a alta do dólar no início deste ano, mas não baixaram quando a cotação da moeda norte-americana recuou. "Com isso, os custos do aço, de equipamentos mecânicos e de produtos químicos subiram muito", afirmou Mizutani. Nesta safra 2004/05, o Cosan, maior grupo independente de usinas do País, com 13 unidades, pretende processar 28,5 milhões de toneladas de cana, produzir 1 bilhão de litros de álcool e 2,5 milhões de toneladas de açúcar. Mizutani prevê que o grupo exporte 30% do álcool e 80% do açúcar produzidos. "O destaque fica para o aumento das exportações de álcool, principalmente para os Estados Unidos, que foi o principal mercado nesta safra", concluiu o executivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.