Aéreas planejam cooperação em biocombustível

A fabricantes de aviões Embraer, Boeing e Airbus assinaram hoje um memorando de entendimento para trabalhar em conjunto sobre o desenvolvimento de biocombustíveis de aviação com preço acessível.

AE, Agencia Estado

22 de março de 2012 | 08h54

A empresas concordaram em buscar oportunidades colaborativas para falar em unidade ao governo, produtores de biocombustíveis e outros acionistas importantes para apoiar, promover e acelerar a disponibilidade de fontes de combustíveis de aviação sustentáveis.

O presidente da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, o presidente e CEO da Boeing, Jim Albaugh, e o presidente e CEO da Airbus, Tom Enders, assinaram o acordo durante a cúpula de Meio Ambiente e Aviação da Air Transport Action Group (ATAG), organização sem fins lucrativos que também reúne companhias do mundo todo, em Genebra, na Suíça.

"Estamos todos empenhados em assumir um papel de liderança no desenvolvimento de programas de tecnologia que irão facilitar o desenvolvimento de biocombustíveis da aviação e uma real aplicação mais rápido do que se estivéssemos fazendo isso de forma independente", disse o presidente da Embraer. "Poucas pessoas sabem que o bem conhecido programa de biocombustíveis automotivos do Brasil começou dentro da nossa comunidade de pesquisa aeronáutica nos anos 1970, e vamos continuar a fazer história." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EmbraerBoeingAirbusbiocombustível

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.