Aftosa: indústria informa venda recorde de vacinas em 2004

São Paulo, 27 - As vendas de vacinas contra a febre aftosa neste ano somaram 348 milhões de doses, volume 5,7% superior às 328,2 milhões de doses comercializadas no ano passado. Os dados são da Central de Selagem de Vacinas (Vinhedo/SP), órgão constituído em parceria entre o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Segundo o Sindan, as informações da Central de Selagem de Vacinas mostram aumento das vendas de vacinas contra aftosa no Norte e no Nordeste, regiões que aceleram o combate à doença. "Estados como Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão, Rondônia e Ceará, por exemplo, aumentaram a demanda em 138%, 54%, 50%, 47%, 32%, 24% e 12%, respectivamente." Sebastião Guedes, consultor do Sindan, diz que os números de 2004 superaram as próprias expectativas da indústria veterinária, que trabalhava com previsão de comercialização de 340 milhões de doses. "O resultado positivo no combate à febre aftosa é reflexo da importância dada pelo ministro Roberto Rodrigues às regiões Nordeste e Norte e pela parceria dos vários elos da cadeia produtiva da carne bovina, empenhados em erradicar definitivamente a doença do País", afirma Guedes. Emílio Salani, presidente do Sindan, afirma que há dois anos o Brasil não enfrenta problemas de abastecimento de vacinas e trabalha com estoques superiores ao volume de segurança de 40 milhões/doses exigido pelo Ministério da Agricultura. "Atualmente são 54 milhões de doses de vacinas contra febre aftosa disponíveis. Além disso, o Brasil possui o maior parque industrial do mundo com capacidade superior a 500 milhões de doses por ano."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.