Calia/ Divulgação
Calia/ Divulgação

Agência de publicidade Calia aposta na força das campanhas de conscientização

Agência, que criou campanha sobre a crise hídrica para o governo federal, afirma estar otimista para 2022

André Jankavski, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2022 | 05h00

Em um ano marcado pelas crises, a agência de publicidade Calia precisou criar uma estratégia para ajudar a conscientizar a população a enfrentar a falta de água. Além de ter feito as contas de luz subirem em um momento complicado para o brasileiro, a crise hídrica virou um assunto de primeira importância do governo, afinal impacta diretamente na inflação e as perspectivas de crescimento para este ano.

Mas o foco da Calia não foi buscar a conscientização das pessoas pelo bolso. O caminho foi escolher uma avó para dar conselhos, especialmente para os mais jovens. Na visão de Zé Augusto Nigro, sócio e vice-presidente de atendimento, a opção por uma idosa simpática uniu a autoridade que as velinhas têm, aliada à “doçura para aconselhar, ensinar e apontar a melhor solução”.

“O conceito da campanha, de caráter educativo e ao mesmo tempo de alerta, mas sem criar alarde, foi projetado para combinar com o discurso e o tom aconselhadores da personagem. Evite o desperdício para não faltar depois”, explica Nigro.

Além das campanhas com a personagem, a Calia criou diversos conteúdos no ambiente digital para informar sobre a escassez e trazer informações de fácil compreensão e também dicas para evitar que o problema crescesse ainda mais. De acordo com o publicitário, o resultado foi satisfatório. Conforme levantamento do Instituto SRPI, houve um índice de aprovação de 79% nos atributos de credibilidade, envolvimento e receptividade. 

“A protagonista criou o efeito de ‘identificação projetiva’, com figuras que remetem à mãe, tia, avó e à boa vizinha”, diz Nigro. 

Olhando adiante

Por isso, mesmo diante de um momento conturbado para todos, a Calia enxerga que é possível ter otimismo em 2022. Segundo Nigro, enquanto 2020 foi o ano das surpresas negativas e o de 2021 trouxe aprendizados, este ano surge como “a hora de retomar o crescimento e de se tornar relevante para a sociedade”. 

Para que isso ocorra, salienta, será necessária muita criatividade, ainda mais em um mundo em que a sociedade está passando por profundas transformações. “Em um mundo cada vez mais conectado, trabalhar formatos e veículos inovadores será requisito básico de comunicação para atingir os mais diversos públicos”, afirma Nigro. “Entender estas mudanças será fundamental para fazer uma comunicação criativa e de relevância.”

Para alcançar esses objetivos, a Calia vai se basear na experiência conquistada nos últimos anos. O mais importante será o de manter o espírito de time, mesmo com o distanciamento prolongado que as equipes estão passando o que, segundo Nigro, minou a força e o foco dos times em determinados momentos.

“As grandes sacadas, ideias e estratégias surgem do trabalho coletivo, do compartilhamento de experiências, de conhecimento, manter os times unidos, focados na busca de insights criativos e estratégicos”, diz o publicitário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.