Agência de rating DBRS eleva nota do Brasil

Rating foi de BBB- para BBB, com perspectiva estável; aumento da renda da classe média e resistência do País a choques externos foram motivos para aumento

Gabriel Bueno, da Agência Estado,

18 de novembro de 2011 | 14h34

A agência de rating DBRS, do Canadá, elevou nesta sexta-feira, 18, a classificação das dívidas de longo prazo em moeda estrangeira e local do Brasil de BBB- para BBB. A instituição também manteve a perspectiva estável para os dois ratings.

Segundo a agência, a elevação decorre de uma estrutura econômica mais forte, devido ao aumento da renda e da classe média, fortalecendo as perspectivas de crescimento, a uma melhor dinâmica da dívida e à resistência comprovada a choques externos.

Em comunicado, a DBRS diz que a perspectiva estável é fruto de uma estrutura de política digna de crédito, com espaço para dar estímulo fiscal e monetário caso haja uma desaceleração na economia global.

Na última quinta-feira, a agência norte-americana Standard & Poor's elevou o rating soberano (nota) de longo prazo em moeda estrangeira deBrasil de BBB- para BBB, com perspectiva estável. Segundo comunicado daS&P, o governo Dilma Rousseff demonstrou seu compromisso em cumpriras metas fiscais, ampliando assim o escopo para usar instrumentosmonetários para influenciar a economia doméstica.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ratingBrasilDBRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.