Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Agências de rating devem declarar calote da Grécia, diz fonte da UE

Segundo funcionário do bloco, líderes da zona do euro aceitaram risco depois de o BC Europeu assegurar que vai continuar a aceitar bônus gregos como colateral

Renato Martins, da Agência Estado,

21 de julho de 2011 | 18h44

Um alto funcionário governamental da zona do euro disse esperar que as três principais agências de rating de crédito declarem a Grécia em "default seletivo" em breve. "Essa é a expectativa entre todos os líderes da zona do euro. Eles decidiram aceitar esse risco depois de o Banco Central Europeu assegurar que vai continuar a aceitar bônus gregos como colateral, apesar do status de default", disse o funcionário, que participou das conversações.

"Os detentores privados de bônus serão afetados por perdas, independentemente da opção que escolham, e isso é um default, A expectativa é de que o contágio será limitado, porque o BCE decidiu flexibilizar suas próprias normas no caso da Grécia. Mas ninguém realmente sabe como o mercado vai reagir", acrescentou.

No comunicado divulgado hoje ao fim da reunião do Conselho da União Europeia, os chefes de governo dos países da zona do euro dizem que os credores privados da Grécia terão um "menu de opções" para participar voluntariamente do programa de ajuda ao país. Essa contribuição, na forma de trocas de bônus existentes por títulos novos, com prazos mais longos, será de € 37 bilhões; somando-se a isso um programa de recompra de bônus de € 12,6 bilhões, a estimativa da UE para a participação do setor privado no período de 2011 a 2014 se eleva a € 50 bilhões; "Para o período 2011/2019, a contribuição total líquida do envolvimento do setor privado é estimada em € 106 bilhões", diz o comunicado.

"Não há nada de voluntário nesse exercício", afirmou o funcionário da UE. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
greciacalotepacoteajudauniao europeia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.