Agências hipotecárias e petróleo derrubam bolsas dos EUA

As bolsas de valores norte-americanasfecharam em queda nesta sexta-feira, com temores sobre asituação das duas grandes concessoras de hipotecas Freddie Mace Fannie Mae. Além disso, os altos preços do petróleo --que bateram novorecorde em Nova York-- nublaram a perspectiva econômica. O índice Dow Jones teve baixa de 1,14 por cento, a 11.100pontos. O Standard & Poor's 500 caiu 1,11 por cento, a 1.239pontos. O Nasdaq perdeu 0,83 por cento, a 2.239 pontos. A queda desta sexta-feira fechou uma semana tumultuada, emque o S&P 500 juntou-se ao Nasdaq e ao Dow no chamado "bearmarket" (mercado com tendência de baixa). Esta foi a sexta queda semanal consecutiva do Nasdaq e doS&P 500, a maior sequência de baixas semanais desde 2004. Investidores mostraram preocupação de que os dois pilaresdo mercado imobiliário norte-americano podem ficar sem capital,colocando a frágil economia norte-americana em risco aindamaior. A Fannie Mae e a Freddie Mac sofreram forte baixa. Aspressões aumentaram para que o governo evite que a criseimobiliária derrube as maiores agências de hipotecasnorte-americanas. Um salto nos preços do petróleo acima de 147 dólares porbarril acrescentou mais mau humor ao cenário, com preocupaçõessobre o impacto dos altos custos de combustíveis sobre osgastos do consumidor e os resultados corporativos. "Estamos no meio de um tsunami financeiro. Esta é umatempestade como o país nunca viu", disse Peter Kenny, diretorgerente da Knight Equity Markets.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.