Agricultura alavancou crescimento econômico em 2004, diz Rodrigues

Brasília, 22 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, afirmou hoje que o agronegócio é um dos setores responsáveis pelo crescimento econômico do País em 2004. Ele citou expectativa de elevação de 5,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. "Esse movimento é resultante do que nós chamamos na roça de enchente de cabeceira. É a chuvarada da agricultura que gerou renda, emprego e riqueza e acabou repercutindo em outros setores, como comércio e serviços", comentou. Ele lembrou que as exportações agrícolas permitirão ao País ter saldo positivo na balança comercial em 2004. No acumulado do ano até novembro, o superávit do agronegócio soma US$ 31,578 bilhões, crescimento de 34% na comparação com igual período de 2003, mostram dados divulgados pelo ministério. "Tivemos uma onda de crescimento sustentado", comentou. Para 2005, Rodrigues reafirmou que "há algumas nuvens para alguns setores do agronegócio". "Para alguns setores, os sinais são menos risonhos em 2005", comentou. Ele citou que as exportações de açúcar, álcool, café e suco de laranja devem ter resultado positivo no ano que vem. Segundo Rodrigues, para outros produtos agrícolas, como algodão, trigo e soja, a produção recorde no mundo e no Brasil pode prejudicar a comercialização. A boa produção de milho e arroz no País pode dificultar a venda. "Essa situação está derrubado o preços da commodities ao mesmo tempo que os custos de produção estão subindo muito", afirmou. Ele enfatizou que o governo não vai intervir no mercado. A proposta é ter mecanismos que sinalizem que o governo vai trabalhar para a manutenção da atividade produtiva, com renda rural. (segue)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.