Agronegócio: Argentina mantém previsão de exportação para China

São Paulo, 29 - O aumento das exportações argentinas deve se manter, mesmo que as autoridades chinesas tenham sucesso ao tentar conter o crescimento econômico do país. A afirmação é do secretário de Agricultura Miguel Campos. Segundo Campos, os hábitos de consumo dos chineses estão mudando. "Trata-se de um processo inexorável que não depende do crescimento econômico do país", diz ele, que considera as mudanças favoráveis à Argentina. O gigante asiático comprou 55% dos produtos agrícolas argentinos em 2003, com receita de US$ 1,5 bilhão, de acordo com dados da embaixada chinesa na Argentina. Os principais produtos exportados foram a soja e seus derivados, como farelo e óleo de soja. Campos já havia afirmado que a China é potencialmente o maior comprador de carne da Argentina, previsão que ele mantém, mesmo diante da ameaça de redução do ritmo de crescimento chinês. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

29 de outubro de 2004 | 13h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.