Agronegócio: BNDES liberará R$ 89,7 milhões à MRC

Rio, 1 - O BNDES aprovou financiamento no valor de R$ 89,7 milhões para a MRC Serviços Ferroviários, segundo nota divulgada hoje pelo banco. A empresa vai adquirir 550 vagões do tipo graneleiro para transporte de grãos e 100 vagões do tipo tanque para transporte de óleo comestível entre os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. De acordo com a nota o projeto, com investimento total de R$ 112,1 milhões, "aumentará a capacidade de transporte de soja por ferrovias na região, reduzindo gargalos para o escoamento da produção a ser exportada". O apoio do BNDES corresponde a 80% do valor total do investimento e os recursos serão repassados pelo Itaú BBA. A operação se dará conforme modelo de financiamento proposto pelo banco para a compra de vagões pelos clientes usuários de transporte ferroviário, com parceria entre empresas e operadores. Os vagões comprados pela MRC serão alugados à exportadora de soja Bunge Brasil, que, por sua vez, assinará com a América Latina Logística (ALL), concessionária de transporte ferroviário na região Sul do País, dois contratos distintos, de sublocação dos vagões e outro de transporte de grãos (frete). De acordo com a nota do BNDES, este modelo de parceria alavanca investimentos e reparte riscos entre as empresas participantes do sistema ferroviário, "contribuindo para ampliar a capacidade de escoamento da produção de soja para exportação; reativar e expandir a indústria ferroviária no país; reduzir os custos logísticos e a concentração no modal rodoviário; e melhorar a infra-estrutura ferroviária".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.