Agronegócio: superávit da balança em 2005 será menor do que 2004

Brasília, 16 - O chefe do Departamento de Comércio Exterior da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antonio Donizete Beraldo, estimou hoje que a balança comercial do agronegócio terá saldo positivo de US$ 30 bilhões em 2005, resultado de exportações de US$ 35 bilhões e a manutenção das importações na faixa de US$ 5 bilhões. O resultado do saldo comercial será menor do que o previsto para este ano, por causa da queda dos preços internacionais de importantes produtos agrícolas, principalmente do complexo soja. Para 2004, a CNA prevê superávit comercial de US$ 33 bilhões, como resultado de exportações de US$ 38 bilhões e importações de US$ 5 bilhões. "O desempenho de 2004 será um recorde histórico que dificilmente se repetirá em 2005", comentou Beraldo. Ele disse que as exportações de soja devem render US$ 1 bilhão a menos em 2005. Em 2004, os embarques do complexo soja renderam US$ 10 bilhões. Ele informou que as exportações de carne, açúcar, álcool, suco de laranja e café devem crescer em 2005. No caso da carne, a expectativa é de manutenção dos preços médios de exportação. A receita cambial com exportação de suco de laranja deve aumentar 10% em 2005, podendo subir ainda mais, dependendo do nível de prejuízos nos pomares provocados pelos furacões. A CNA estima, ainda, que a receita com embarque de açúcar e álcool deve subir 10%. A receita com exportação de café pode crescer 20%, considerando a elevação dos preços internacionais do produto.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2004 | 13h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.