Air France e Lufthansa decidem evitar espaço aéreo do leste da Ucrânia

A francesa Air France e a alemã Lufthansa decidiram evitar o espaço aéreo no leste da Ucrânia, após a queda de um avião da Malaysia Airlines no país, próximo da fronteira com a Rússia.

REUTERS

17 de julho de 2014 | 14h32

Um conselheiro do ministro do Interior da Ucrânia disse que todos os 280 passageiros e 15 membros da tripulação a bordo do avião morreram. O Boeing 777 estava na rota entre Amsterdã e Kuala Lumpur.

"A Air France está monitorando a situação em tempo real e decidiu não voar mais sobre o leste ucraniano após ser informada do incidente", disse um porta-voz da empresa.

Já uma porta-voz da Lufthansa afirmou que a empresa decidiu evitar a região com efeito imediato, mas que por enquanto continuará servindo os aeroportos de Kiev e Odessa.

(Por Elizabeth Pineau em Paris e Frank Siebelt em Frankfurt)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASUCRANIAESPACOAEREO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.