Pascal Rossignol/ Reuters
Pascal Rossignol/ Reuters

Airbus supera meta e entrega mais de 600 aeronaves em 2021

Empresa cresceu em 2021, mas ainda não recuperou patamar de 2019, quase registrou número recorde de entregas de aeronaves

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2022 | 17h56

A Airbus anunciou nesta segunda-feira, 10, crescimento de 8% em entregas comerciais de aeronaves no ano de 2021. Foram 611 entregas para 88 clientes, acima da meta de 600 entregas no ano. Apesar do crescimento ante 2020, o número ainda é abaixo do registrado em 2019, quando a empresa atingiu recorde de entregas com 863 aeronaves.

Ao fim de dezembro do ano passado, a companhia ainda tinha 7.082 aeronaves para serem entregues. Em 2021, o número bruto de pedidos de aeronaves chegou a 771, mas foram registrados cancelamentos que levaram o número a 507, ainda quase o dobro de 2020, que foi de 268 pedidos. 

A maior parte das aeronaves, 483, eram do modelo A320, que têm montagem final na França e na Alemanha. As demais aeronaves entregues foram 55 unidades do modelo A350, 50 do A220, 18 do A330 e 5 do A380.

“Embora as incertezas permaneçam, estamos a caminho de aumentar a produção até 2022 para atender aos requisitos de nossos clientes”, afirma, em nota, Guillaume Faury, CEO da Airbus.

Até novembro de 2021, a Boeing havia entregado 302 aeronaves desde janeiro. O número é quase o dobro do registrado no ano completo de 2020, que foi de 157.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoAirbusempresaempresa aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.