Ajuda à Airbus não gera distorção na competição, diz França

A França planeja injetar 5 bilhões de euros (6,5 bilhões de dólares) em bancos com o objetivo de ajudar a Airbus e afirma que o plano não representa uma distorção da competição, afirmou a ministra de Comércio do país à Reuters nesta segunda-feira. Anne-Marie Idrac também afirmou que o plano está sendo trabalhado com outros acionistas da Airbus. "O Estado francês não está dando dinheiro à Airbus", disse a ministra durante uma conferência. "Não é um subsídio, que poderia distorcer a competição, é uma questão de fluidez no financiamento dos clientes da Airbus, onde é necessário, e isso está em coordenação com outros países que são acionistas da Airbus", disse Idrac. (Por Anna Willard e Tamora Vidaillet)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.