Ajuda a bancos espanhóis terá taxa de juros inferior a 1%, diz ministro

Segundo Guindos, total da ajuda deverá ser de cerca de 40 bilhões de euros

Sergio Caldas, da Agência Estado,

28 de novembro de 2012 | 09h05

MADRI - O pacote de resgate que a União Europeia está concedendo à Espanha para ajudar a reerguer o setor bancário do país terá uma taxa de juros inferior a 1%, afirmou nesta quarta-feira o ministro das Finanças espanhol, Luis de Guindos, diante do Parlamento.

Guindos já havia dito que o total da ajuda deverá ser de cerca de 40 bilhões de euros (US$ 51,9 bilhões).

A UE vai anunciar hoje os detalhes do plano de reestruturação dos bancos espanhóis que foi aprovado em troca do auxílio financeiro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
espanhabancoscriseacordojurosguindos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.