Álcool: Alckmin mostra produção de etanol a premiê japonês

São Paulo, 14 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje estar bastante confiante no incremento das relações comerciais entre o Japão e o Estado. Alckmin acompanha hoje o primeiro ministro do Japão, Junichiro Koizumi, em visita à região de Pradópolis/Ribeirão Preto, para conhecer plantações de cana e usinas de álcool. "São Paulo é o maior produtor de álcool do Brasil e o Japão precisa de álcool combustível para cumprir com a legislação que prevê a mistura de 3% à gasolina", disse o governador. São Paulo, segundo Alckmin, tem três projetos em andamento financiados por recursos japoneses via Japan Bank for International Cooperation (JBIC). Além da calha do Rio Tietê, que conta com mais de R$ 350 milhões em recursos japoneses, o banco também financia US$ 209 milhões para a construção da linha 4 do metrô (Luz - Vila Sônia) e outros US$ 192 milhões para a limpeza de praias da Baixada Santista (de Bertioga a Mongaguá), que inclui coleta e limpeza de esgotos. "Com esse trabalho, o litoral sai de 53% para quase 100% de esgoto coletado e tratado", disse o governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.