Álcool: Rodrigues diz que Grupo Mitsubishi quer investir em usinas

Piracicaba, 16 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse há pouco, em entrevista coletiva, que a moagem de cana na safra 2004/05 atingiu até outubro deste ano 290 milhões de toneladas, o mesmo volume processado durante toda safra passada. "De agora em diante, é só sobra e lucro", disse o ministro, que participa do 1º Seminário Nacional sobre Biocombustível, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq). O ministro mostrou preocupação em relação aos preços da commodity por ter o governo identificado "crescimento espetacular na demanda por etanol". Apesar do crescimento da produção, o preço do álcool aumentou e nos preocupa, mesmo ainda tendo atingido o valor mais alto do ano passado, de R$ 1,00 o litro na usina. Roberto Rodrigues também destacou o crescimento da demanda externa por álcool combustível, a ponto de o Japão ter enviado ao Brasil uma delegação para aprofundar o conhecimento do processo de produção de etanol. Segundo o ministro o próprio Grupo Mitsubishi está disposto a financiar a expansão de usinas ou até adquirir unidades no Brasil, como forma de garantir o abastecimento de longo prazo. O presidente da agroindústria canavieira, Eduardo Pereira de Carvalho, considerou o interesse da Mitsubishi mais um relativo aos contatos feitos por empresas japonesas no País. "Até agora, nenhum contato se concretizou", disse o executivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.