Alemanha cancela 450 voos por cinzas de vulcão, diz Eurocontrol

Segundo o órgão europeu, porém, nesta quinta-feira deve haver poucos problemas no tráfego aéreo causados pelas cinzas

Gabriel Bueno, da Agência Estado,

25 de maio de 2011 | 14h17

Cerca de 450 voos foram cancelados na Alemanha nesta quarta-feira, 25, por causa de uma nuvem de cinzas lançadas por um vulcão da Islândia, informou a agência que monitora os voos no continente, Eurocontrol, sediada em Bruxelas. Segundo o órgão, porém, nesta quinta-feira deve haver poucos problemas no tráfego aéreo causados pelas cinzas.

A Eurocontrol afirmou mais cedo nesta quarta-feira que esperava mais problemas, quando previu que 700 voos seriam cancelados. Conforme as cinzas vulcânicas passavam pelo norte alemão, "aproximadamente 450 voos foram cancelados no espaço aéreo alemão, afetando sobretudo os aeroportos em Bremen, Hamburgo e Berlim", afirmou a Eurocontrol em comunicado posterior.

"Em um dia normal, esses aeroportos teriam cerca de 120, 480 e 530 voos, respectivamente. Os aeroportos alemães estão agora operando normalmente", afirma a agência. A nuvem de cinzas vulcânicas deve se dissipar durante a noite, segundo a Eurocontrol, que cita o londrino Centro de Alerta de Cinza Vulcânica. "Amanhã (quinta-feira), nós não esperamos nenhum impacto significativo sobre o espaço aéreo europeu."

Uma geóloga do Escritório Meteorológico Islandês informou mais cedo nesta quarta-feira que o vulcão Grimsvoetn não apresentava atividade desde o início do dia. Com isso, a nuvem de cinzas lançada por ele quase desapareceu. O vulcão é o maior e o mais ativo da Islândia.

Há um ano, outro vulcão islandês, o Eyjafjoell, entrou em erupção e gerou grandes problemas, com os piores distúrbios no tráfego aéreo do continente desde a Segunda Guerra. Mais de 100 mil voos foram afetados em 2010, prejudicando 8 milhões de passageiros. As informações são da Dow Jones. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.