Alemanha e Grécia negam planos para reestruturação da dívida grega

Países negaram que Grécia pode resgatar antecipadamente parte de sua dívida, usando subsídios da Linha de Estabilidade Financeira Europeia

Danielle Chaves, da Agência Estado,

19 de janeiro de 2011 | 10h21

Os ministérios de Finanças da Alemanha e da Grécia negaram uma reportagem da revista Die Zeit que afirmou que o governo alemão estava considerando um plano para permitir que a Grécia resgatasse antecipadamente parte de sua dívida, usando subsídios da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF).

O spread (prêmio) dos swaps de default de crédito (CDS) da Grécia inicialmente aumentou, em razão da suposta pressão para reestruturação da dívida do país, mas depois reduziu a alta com a negativa das autoridades. O spread dos CDS de cinco anos gregos operavam 885 pontos-base por volta das 9h30 (de Brasília), em comparação com 883 pontos-base ontem, de acordo com a Markit. Mais cedo, o spread havia chegado a 915 pontos-base.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
EFSFAlemanhaGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.