Alemanha e União Europeia estudam empréstimo para Grécia, diz WSJ

Plano de empréstimo garantido seria proposto e executado dentro do grupo, mas liderado pela Alemanha

Suzi Katzumata, da Agência Estado,

09 de fevereiro de 2010 | 19h53

A Alemanha está considerando um plano com seus parceiros da União Europeia (UE) para oferecer à Grécia e outros membros em dificuldade da zona do euro empréstimos garantidos, como uma forma de acalmar os temores do mercado com relação a um default, segundo fontes ouvidas pelo Wall Street Journal.

 

O plano proposto será executado dentro da estrutura da UE, mas liderado pela Alemanha, segundo essas fontes. O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, discutiu a ideia nos últimas dias com o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, segundo essas fontes.

 

A Grécia tem sido a mais atingida pelo nervosismo no mercado de crédito, incluindo Espanha, Portugal e Irlanda, que recentemente viram seus bônus ficarem sob pressão em meio as preocupações de que terão dificuldade em pagar o serviço de sua dívida. Essas preocupações também têm pesado sobre o euro recentemente.

 

Uma decisão final sobre o plano pode não ser tomada nesta semana, mas a Alemanha concluiu que as garantias provavelmente serão a forma mais eficiente de evitar uma disseminação da crise da dívida, disse uma das fontes.

 

Um porta-voz do Ministério de Finanças da Alemanha disse que nenhuma decisão sobre uma possível ajuda foi tomada por enquanto. Um porta-voz da presidência da UE declinou em comentar a questão, enquanto o porta-voz do BCE não respondeu aos pedidos de entrevista. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.