Algodão: produtores dos EUA avaliam perdas com passagem de furacões

São Paulo, 8 - Os produtores de algodão do sudoeste dos Estados Unidos estimam que a passagem dos furacões Charley, Frances, Ivan e Jeanne devem causar perdas de 750.000 fardos, ou US$ 205 milhões. Agora eles estão tentando recuperar as plantas remanescentes de algodão e amendoim. Produtores no extremo sudoeste da Georgia, área atingida por fortes ventos, devem perder até 60% da safra em algumas lavouras, disse Steve M. Brown, da University da Georgia, especialista em algodão. Segundo ele, um relatório final poderá mostrar perdas entre 25% e 35% da receita de US$ 619 milhões prevista inicialmente com a safra. "O Furacão Jeanne foi o mais devastador", afirma Brown. Dados preliminares divulgados na semana passada pelo Conselho Nacional de Algodão indicam perdas de cerca de US$ 205 milhões com a passagem dos furacões nos estados da Georgia, Alabama e Flórida. Apesar das perdas, analistas afirmam que impacto será reduzido sobre os preços por causa da estimativa de aumento da safra em estados como Califórnia e Texas. A previsão do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) é de uma safra global recorde de 107,2 milhões de fardos, com estimativa de produção acima do consumo. A safra dos EUA está prevista em 21 milhões de fardos, aumento de 4% sobre a safra anterior. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.