Alitalia escolhe Embraer e desiste de jato russo Superjet

Empresa aérea italiana irá fazer leasing de 20 novos aviões da companhia brasileira 

Reuters,

17 de dezembro de 2010 | 09h33

A companhia aérea italiana Alitalia desistiu do plano de comprar o atrasado jato regional russo Superjet e, em vez disso, irá fazer leasing de 20 novos aviões da Embraer, disse o presidente-executivo da Alitalia, Rocco Sabelli, nesta sexta-feira.

O Superjet, projeto em que a russa Sukhoi tem participação majoritária e que a empresa italiana aeroespacial Finmeccanica detém uma fatia minoritária, tem sido atingido por uma série de atrasos no seu desenvolvimento.

"Nós preferíamos aquela opção (do Superjet) exatamente por causa do envolvimento de uma companhia italiana e então nós adiamos nossa decisão (de compra) em entre seis e 12 meses", disse Sabelli.

"Mas o problema fundamental é que até hoje (o avião da) Sukhoi não iniciou testes de voo", acrescentou.

No começo deste mês, a Sukhoi disse que a companhia pretendia vender de 20 a 24 aeronaves para a Alitalia.

A Alitalia receberá os aviões fabricados pela brasileira Embraer entre 2011 e 2012, disse Sabelli (Deepa Babington)

Tudo o que sabemos sobre:
alitaliaembraerjato russosuperjet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.