Alliar aumenta participação de médicos na sociedade

A empresa de medicina diagnóstica Alliar, criada há dois anos pelo fundo de private equity Pátria, vai diluir a participação acionária dos atuais sócios para agregar mais médicos à sociedade.

AE, Agencia Estado

29 de abril de 2013 | 10h33

Hoje, dois terços da empresa estão nas mãos de 35 médicos, ex-donos dos 12 laboratórios adquiridos. Agora, a empresa selecionou 20 radiologistas prestadores de serviços e ofereceu a eles a possibilidade de comprar ações a um preço camarada, para pagar em 12 vezes.

A estratégia é reflexo da experiência do Pátria no setor, já que participou ativamente da abertura de capital do gigante Dasa. A Alliar, ao contrário da líder Dasa, tem quase 100% de seu faturamento em exames de imagem - mais rentáveis do que os de análise clínica. A diferença é que esses exames dependem de médicos. Sabendo disso, o Pátria está tentando cativar a categoria. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Alliarsociedade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.