Alstom fornecerá turbinas para usina eólica da Odebrecht

A Alstom afirmou nesta quinta-feira que foi escolhida pela Odebrecht Energia para fornecer 40 turbinas "ECO 122" para quatro fazendas eólicas no Rio Grande do Sul. As unidades Corredor dos Senandes II, III e IV e Vento Aragano I terão capacidade de 108 megawatts.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

19 de abril de 2012 | 14h49

Além das turbinas, a Alstom também será responsável pela instalação dos sistemas elétricos e subestações. As turbinas serão fabricadas na nova fábrica da Alstom na Bahia, inaugurada em novembro do ano passado. As fazendas eólicas devem entrar em operação no fim de 2013.

Alfonso Faubel, vice-presidente sênior do departamento de energia eólica da Alstom, afirmou que a escolha da Odebrecht é um forte sinal da sua confiança na qualidade e segurança dos produtos da Alstom. "Esse contrato também confirma a expansão da Alstom no mercado eólico no Brasil".

Tudo o que sabemos sobre:
AlstomOdebrechteólica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.