Alta no custo de insumos afeta lucro da Mosaic

A companhia de fertilizantes Mosaic registrou queda de 50% no lucro do terceiro trimestre fiscal, encerrado em 29 de fevereiro. Segundo a empresa, a alta nos custos de matérias-primas e a redução das compras por agricultores acabou afetando as margens no período.

ANGELO IKEDA, Agencia Estado

28 de março de 2012 | 20h24

O lucro no trimestre foi de US$ 273,3 milhões (US$ 0,64 por ação), ante US$ 542,1 milhões (US$ 1,21 por ação) no mesmo período do ano anterior. A receita recuou 1,1% na mesma comparação, para US$ 2,19 bilhões. Analistas consultados pela Thomson Reuters esperavam lucro de US$ 0,74 por ação e receita de US$ 2,13 bilhões. A margem bruta caiu de 38,5% para 23,8%.

As vendas de fosfato aumentaram 9,3%, com a queda de 1,3% no preço médio. As vendas de potássio, por sua vez, caíram 27%, enquanto o preço médio aumentou 26%.

O resultado do terceiro trimestre fiscal enfrentou uma base de comparação muito forte, já que no mesmo período do ano anterior a demanda recorde e incertezas relacionadas à oferta ajudaram a impulsionar o mercado de fertilizantes.

A Mosaic e outras empresas de fertilizantes continuam otimistas em relação às perspectivas para o setor, apesar das dificuldades enfrentadas nos últimos meses. A demanda de agricultores tem sido fraca devido aos preços altos, e os distribuidores têm demorado mais do que o normal para garantir os suprimentos. Como resultado, a Mosaic e suas concorrentes têm diminuído a produção nos últimos meses.

"Os resultados operacionais do segmento de potássio refletem as vendas adiadas, já que os compradores mantiveram a cautela", disse o CEO da Mosaic, Jim Prokopanko. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
fertilizantesMosaicresultado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.