Ambev pode rever investimentos por conta da tributação

A fabricante de bebidas Ambev avisou, em release de resultados divulgado nesta terça-feira, que, por conta da alta da tributação a entrar em vigor em 1º de outubro, os aportes de até R$ 2,5 bilhões previstos para o ano poderão ser revistos. Esse recurso será destinado à ampliação e aperfeiçoamento operacional de suas fábricas e centros de distribuição espalhados por todo o Brasil.

SUZANA INHESTA, Agencia Estado

31 de julho de 2012 | 09h05

?Organizada com as entidades que representam o setor, a companhia continua dialogando com o governo federal para que seja possível chegar a um modelo que não interrompa o ciclo virtuoso de investimentos da indústria?, afirmou a companhia, no documento. No primeiro semestre, a empresa já realizou aportes de quase R$ 1 bilhão. Somente no segundo trimestre, os investimentos em capex foram de R$ 628,2 milhões, sendo a maior parte para otimização da estrutura de produção e distribuição no País.

Mesmo com esse cenário adverso, a Ambev se diz confiante de que o volume a ser vendido esse ano pelo setor no País deverá ser maior do que o do ano passado e que a empresa buscará um maior equilíbrio entre preço e volumes do que o observado em 2011.

Sobre guidances, a empresa reiterou as expectativas de que a receita por hectolitro (ROL/hl) no País fique em linha com a inflação para o ano, e que o Custo do Produto Vendido por hectolitro (CPV/hl) deva aumentar abaixo da inflação do período.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.