America Móvil decide tirar Telmex da bolsa do México

A América Móvil, controladora da Claro, Embratel e Net Serviços no Brasil, disse nesta sexta-feira que deu início ao processo para deslistar sua unidade de telefonia fixa Telmex da Bolsa do México e que fará uma oferta pelos quase 2,8% de ações que ainda não possui na empresa.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

17 de agosto de 2012 | 12h01

Em comunicado à bolsa mexicana, a América Móvil disse que está oferecendo 10,2250 pesos (US$ 0,77) por ação da Telmex, que equivalem aos 10,50 pesos que pagou durante uma oferta de recompra de ações no ano passado, menos os dividendos pagos desde que o processo foi encerrado, em novembro. As ações da Telmex, cuja liquidez é limitada hoje, abriram em alta de 1,5%, a 10,15 pesos, nesta sexta-feira.

A oferta pela Telmex teve início em 2010 quando o acionista controlador, Carlos Slim, consolidou na América Móvil seus ativos de telecomunicações no continente americano. A América Móvil comprou 60% da Telmex há cerca de dois anos e a maior parte dos 40% restantes, em 2011. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Telmexbolsa Méxicosaída

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.