América Movil é maior companhia não estatal por vendas da América Latina, diz Economática

Levando em consideração todos os tipos de companhia, a Vale passou da segunda colocação em 2008 para a terceira, com US$ 27,8 bilhões

Agência Estado,

18 de maio de 2010 | 14h36

A América Movil superou a Vale no ano passado e passou a ser a maior empresa de capital aberto não estatal por volume de vendas da América Latina, segundo levantamento realizado pela Economática. A América Movil, do empresário Carlos Slim, apresentou vendas de US$ 30,2 bilhões em 2009 e ficou em segundo lugar no levantamento, que inclui todas as companhias abertas da região.

A Vale passou da segunda colocação em 2008 para a terceira, com US$ 27,8 bilhões. A Petrobrás permanece em primeiro lugar, com vendas de US$ 104,9 bilhões, e a Ultrapar é a quarta, com US$ 20,7 bilhões. No ano anterior, estava na 13ª colocação.

O setor de telecomunicações apresenta o maior número de representantes no levantamento, com sete empresas entre as 30 maiores da América Latina, duas a mais que em 2008. As vendas do setor no ano passado acumulam US$ 89,5 bilhões ou 18,3% do total das maiores companhias. A segunda colocação por número de representantes é o setor de alimentos e bebidas, com seis representantes, um a mais que no ano anterior, e vendas acumuladas de US$ 74,0 bilhões em 2009 ou 15,1% do total das 30.

Já o setor de petróleo e gás, com quatro representantes, acumula US$ 141,9 bilhões ou 29% do total das 30 maiores. Para o ranking, a Economática utilizou dados publicados pelas empresas nos órgãos reguladores de cada país, no caso do Brasil a CVM, e convertidos pelo dólar do dia 31 de dezembro do respectivo ano. No Brasil foi utilizado o dólar Ptax venda.

As 30 empresas com maior volume de vendas acumulam US$ 488,7 bilhões no ano passado, valor 14,6% superior aos US$ 426,6 bilhões das 30 maiores do período anterior.

Quatorze empresas brasileiras, nove mexicanas, quatro chilenas, uma colombiana e duas argentinas estão entre as 30 primeiras colocadas. As 14 companhias nacionais venderam US$ 291,1 bilhões em 2009, 59,6% do total das 30 maiores. As nove mexicanas comercializaram US$ 122,9 bilhões (25,2%), as quatro chilenas, US$ 39,4 bilhões (8,1%). A Ecopetrol, única empresa colombiana, vendeu US$ 18,1 bilhões (3,7%) e as duas argentinas, US$ 17,1 bilhões (3,5%).

Tudo o que sabemos sobre:
vendascompanhiaAmérica Latina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.